O que é um Chiller? Saiba tudo sobre o sistema de refrigeração que está mudando o mercado.

  • Mundo da Refrigeração
  • 2 Comentários
O que é um Chiller? Saiba tudo sobre o sistema de refrigeração que está mudando o mercado.

Você já ouviu falar das unidades de resfriamento por água gelada? Esses são sistemas versáteis e duráveis, que vêm ganhando espaço no mercado nos últimos anos. Mais conhecidos como chiller, esses aparelhos de resfriamento são usados em eventos, unidades hospitalares, aeroportos, estações de metrô e muito mais. 

Além de ser muito mais potente que o sistema split, os aparelhos de ar condicionado chiller são mais econômicos e controlam temperatura e umidade relativa do ar de maneira otimizada. Atualmente, encontramos chillers de diferentes tipos no mercado, cada um eles apresenta um funcionamento e uma aplicação diferenciada. 

Quer saber quais os tipos mais populares de chiller e como eles funcionam? A eletrofrigor vai te contar tudo sobre o assunto.

Afinal, o que é um Chiller? 

Um chiller é um aparelho de ar condicionado com sistema baseado no resfriamento de água. De maneira resumida, ele resfria grandes ambientes através de água gelada e não apenas fluido refrigerante. Esses equipamentos são indicados para refrigeração de grandes espaços. Sua potência é medida em toneladas de refrigeração, podendo chegar até 250 TR.

Cada tonelada de refrigeração (TR) equivale à 12.000 BTUs/h. Chillers, portanto, possuem uma capacidade muito acima de qualquer aparelho split, cuja capacidade atinge no máximo 60.000 BTUS/h.

Normalmente, chillers mantém a temperatura da água por volta de 12ºC. No entanto, com o uso de aditivos anticongelantes como o etilenoglicol, esses sistemas podem alcançar temperaturas negativas facilmente.

A imagem mostra um sistema chiller da Hitachi.
A imagem mostra um sistema chiller da Hitachi.

Como funciona um sistema chiller? 

Tudo começa com o fluido refrigerante fluindo do receptor para a válvula de expansão. Uma vez que esse fluido está na válvula, ela introduz o gás no evaporador, onde há um troca de calor com a água que passa pela serpentina. 

Depois disso, o fluido refrigerante sai do evaporador e entra no compressor como um gás frio e sai como um gás quente, em alta pressão. 

Logo após, passa pelo condensador, onde é resfriado pela água de condensação até ficar em estado líquido. Daí ele retorna ao receptor como líquido.

Ao fim do processo, a água de condensação é bombeada para a torre de resfriamento. Nessa fase do processo, os fan coils agem como evaporadoras, levando o ar resfriado para o ambiente. 

Quais são os tipos de chillers? Quais as suas vantagens? 

Atualmente, existem dois principais tipos de chillers sendo usados na refrigeração brasileira, os de condensação a água e os de condensação a ar. Ambos oferecem vantagens como o baixo consumo de energia e uma escala de variação de tempertura bastante ampla.

Isso torna os chillers aparelhos versáteis e com um custo benefício sem igual principalmente para aplicações industriais e comerciais. Quer saber mais sobre esses dois tipos de chiller? Vamos te contar tudo.

Chiller de Condensação a água

Os chillers de condensação a água são equipamentos extremamente versáteis e econômicos. Eles funcionam de forma silenciosa e, por conta disso, são muito populares em aplicações hospitalares ou em grandes escritórios.

Existem dois tipos de compressores mais aplicados nesse tipo de chiller – o centrífugo e os parafuso. O chiller de condensação a água pode chegar a uma potência de até 2.000TR.

Os equipamentos mais potentes utilizam os compressores parafuso. Apesar de representarem um alto investimento inicial, chillers de condensação a água oferecem maior capacidade de refrigeração por um custo energético reduzido, apresentando um ótimo custo-benefício a longo prazo.

Chiller de Condensação a ar

Esses tipos de chiller também utilizam compressores scroll e parafuso. Sua potência pode chegar até 350TR, durante seu funcionamento. Esses são equipamentos robustos e duráveis. São mais popularmente aplicados em sistemas de refrigeração industrial.

Esses também são equipamento robustos, com poucas partes móveis. Isso quer dizer que a sua manutenção é mais centralizada e simples.

Como funciona a manutenção desse tipo de sistema? 

Apesar de ser um sistema bem diferente, chillers têm um processo de manutenção parecido com os aparelhos de refrigeração convencionais e deve ser feita com a frequência indicada pelo fabricante. 

A limpeza das serpentinas deve ser feita periodicamente, para retirar sujeiras que possam comprometer o rendimento do aparelho. 

Já as aletas devem ser mantidas retas e separadas, além de também precisarem de limpeza constante. Além disso, os ventiladores e suas pás precisam de lubrificação e limpeza, para trabalharem corretamente. 

A imagem mostra uma série de equipamentos chillers da Carrier.
A imagem mostra uma série de equipamentos chillers da Carrier.

Qual a diferença entre chiller e fan coil?

O chiller e o fan coil são duas partes do mesmo sistema de refrigeração. O chiller poderia ser comparado ao condensador de uma unidade split, onde as trocas de calor acontecem. Já o fan coil poderia ser comparado à unidade evaporadora, que força a passagem do ar refrigerado pela água diretamente para o ambiente.

Agora que você já sabe quais os principais tipos de Chillers, que tal dar uma olhada em outros textos sobre refrigeração comercial?

Refrigeração Comercial: Como Lucrar com Supermercados sendo Técnico
Saiba Tudo Sobre as Gigantes da Refrigeração Industrial
Você Conhece os Tipos de Compressores Copeland?

Este post tem 2 comentários

  1. Gostaria de saber sobre a aplicação do sistema para um hotel de 25 apartamentos e áreas fechadas como recepção, alimentação com área de 650 metros quadrados.

    1. Chillers são os equipamentos ideais para aplicações de grande porte, Marco.

      Abraços,
      Equipe Eletrofrigor

Deixe uma resposta

Fechar Menu