Guia de Boas Práticas de Refrigeração

  • Dicas
  • 1 Comentário
Guia de Boas Práticas de Refrigeração

Você já ouviu falar sobre boas práticas de refrigeração? Pode parecer uma coisa complicada mas, na prática, essas são apenas pequenas atitudes que garantem a qualidade do seu serviço e a segurança durante processos de instalação e manutenção. 

Com o aumento do número de técnicos refrigeristas e o acelerado crescimento do mercado da refrigeração a cada ano, é sempre bom lembrar de algumas práticas importantes para que técnicos novos e experientes trabalhem com segurança e agilidade.

Afinal, quais são as boas práticas de refrigeração? 

Algumas das boas práticas incluem atividades de detecção de vazamentos, manutenção preventiva, registro de dados de leitura, além do manuseio responsável e recolhimento de fluidos refrigerantes. 

Falando nisso, você já ouviu falar em retrofit? Saiba o passo a passo.

Homem ajoelhado observa a medição de um sistema com um manifold analógico.
Boas práticas de refrigeração são o grande diferencial para técnicos refrigeristas.

Se liga nessa lista de boas práticas para técnicos refrigeristas!

Sempre efetue o vácuo no sistema.

Um sistema bem selado funciona de maneira mais eficiente. Lembre-se sempre – nem sempre o caminho mais rápido é o melhor. 

Nunca reutilize embalagens descartáveis.

Embalagens como essas são foram projetadas para receber cargas de gás e podem se romper. Depois que você utilizar todo o conteúdo do cilindro, faça um furo na válvula de segurança e encaminhe o material para reciclagem. 

Não aqueça o fluido refrigerante.

Pode até ser que o carregamento de fluido no sistema seja mais rápido, mas temperaturas acima de 52ºC podem danificar o fluido. Além disso, com o calor, a válvula de segurança pode se romper, causando graves acidentes. 

Sempre que possível, recicle o fluido refrigerante e reutilize-o.

No entanto, se você não dispõe de uma recicladora, recolha o fluido e descarte-o adequadamente. 

Sempre siga as recomendações do fabricante.

Utilize a distância de filtro de linha indicada pelo fabricante. Essa é uma medida de proteção importante para o compressor.

Nunca misture dois tipos de fluido.

Sempre atente-se à limpeza do tanque de recolhimento antes de reutilizá-lo. Misturar fluidos prejudica a pureza do componente e o torna ineficiente. 

A foto mostra uma prateleira com óleos lubrificantes.
O óleo lubrificante é um composto delicado, que precisa ser armazenado em lugar fresco.

Armazene o óleo de sua bomba de vácuo em lugar fresco e arejado.

Nada de colocar as garrafas de óleo no carro. O calor do veículo altera a composição e viscosidade do óleo, tornando-o menos efetivo. 

Também atente-se ao armazenamento dos fluidos refrigerantes.

Você sabia que a temperatura dentro de um carro um dia quente pode chegar aos 70ºC? Essas temperaturas extremas são prejudiciais à composição do fluido refrigerante. 

Além disso, se o fluido refrigerante for armazenado em temperaturas extremas, sua expansão dentro do cilindro pode causar acidentes.

Prefira as ferramentas eletrônicas de detecção de vazamento.

Alguns métodos de detecção convencionais podem não funcionar com fluidos sem cloro na composição, que são cada vez mais usados no mercado. Portanto, prefira utilizar ferramentas mais eficientes.

Quais dessas boas práticas de refrigeração você coloca em prática?

Quer ficar sabendo de mais dicas para facilitar sua rotina de trabalhos? Então dá uma conferida nesses textos: 

Aprenda a fazer um modelo de orçamento para refrigeração que vai ajudar em seus negócios.
Ferramentas para refrigeração: a lista definitiva
Chegue aos 500 mícrons com sua Bomba de Vácuo

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu