Saiba como escolher o fluido refrigerante ideal

  • Dicas
  • 0 Comentários
Saiba como escolher o fluido refrigerante ideal

O fluido refrigerante é um dos componentes mais importantes para sistemas de refrigeração no geral, afinal, é ele o responsável pelas trocas de calor que resfriam o ambiente. Dentre todas as opções, como escolher o fluido refrigerante ideal?

Cada tipo de gás refrigerante tem sua própria pressão de funcionamento e é aplicado em diferentes sistemas.

É por isso que até os técnicos mais experientes podem ter dúvidas sobre suas aplicações e funcionamentos. Saiba agora como escolher o fluido refrigerante ideal.

Quais tipos de fluidos refrigerantes existem? 

Existem dois tipos de fluidos refrigerantes sendo comercializados hoje, os sintéticos e os naturais. 

O fluidos sintéticos são produzidos em laboratório, sendo mais baratos e mais simples de se aplicar. 

Já os fluidos naturais podem ser encontrados na natureza. Normalmente, eles são mais eficientes, porém, mais caros.  

Quais são os fluidos sintéticos? O que eles fazem?

Os fluidos sintéticos são os CFCs, HCFCs, HFCs e HFOs. Alguns dos fluidos sintéticos, como o CFC, já estão banidos e não podem ser usados, pois danificam a camada de ozônio. 

Os HCFCs, conhecidos como R22 e R141B, possuem cloro em menos quantidade, representando menor risco à proteção de ozônio da Terra. Seu uso vem sendo substituído por outros tipos de gases na maioria das aplicações.

Um homem checa o manifold analógico enquanto realiza uma carga de R22 em um ar condicionado.
O R22 é um fluido da família dos HCFCs e está sendo gradativamente substituído por fluidos mais eficientes e menos nocivos à camada de ozônio.

HFC e HFO são as famílias de fluidos que não possuem cloro em sua composição, sendo conhecidos como os gases refrigerantes ecológicos. Você deve conhecer alguns deles, né? São os R404a, R410a , R32, R134a e o R407c. 

E os fluidos naturais? Valem a pena mesmo? 

Os fluidos naturais possuem cinco famílias diferentes, mas apenas três têm aplicações mais populares. 

A primeira categoria é a HC, com o R290 e o R600a. Esses dois fluidos são utilizados principalmente em refrigeração comercial. Lembre-se, esses dois gases são inflamáveis, requerendo mais atenção em seu manuseio. 

Já o R744, da família CO2, é muito usado em aplicações de grande porte. A terceira categoria mais importante é a NH3, que representa o R717, um dos fluidos refrigerantes mais antigos e muito utilizado na refrigeração comercial de grande porte. Esse é um fluido versátil, que pode ser utilizado em média, baixa e alta temperatura. 

Quais são os gases refrigerantes mais importantes? 

Alguns dos fluidos mais utilizados na refrigeração são os sintéticos, ou seja, o HCFC, HFC e o HFO, além dos hidrocarbonetos. 

Em sistemas de refrigeração doméstica, é muito comum que sejam usados fluidos como o R134a ou o R404a, além dos hidrocarbonetos R600a e R290. Esses dois últimos precisam de atenção redobrada em seu manuseio, já que são gases inflamáveis. Já na refrigeração comercial, os gases R404A e R134a são os mais utilizados. 

Homem realiza anotações em uma prancheta ao lado de duas botijas de fluido refrigerante.
Existem muitas opções de fluidos refrigerantes para se escolher durante uma instalação. Como escolher a opção ideal?

É por isso que não existe uma fórmula certa para utilizar o gás perfeito. Cada sistema de refrigeração possui uma eficiência energética diferente e a escolha do fluido ideal varia muito. 

Você sabia que alguns dos gases mais antigos estão em processo de substituição? Os novos fluidos refrigerantes são mais eficientes e menos nocivos ao meio ambiente. 

Quer saber como fazer essa a troca de gases em um sistema da maneira correta? Então dá uma olhada nesse texto sobre o processo de Retrofit.

A pressão de trabalho do fluido refrigerante é importante? 

Certamente! Seja o R22, R134, R404a ou até o R600a, cada um deles possui um ponto de evaporação e condensação diferente. 

São exatamente essas mudanças de estado que possibilitam a troca de calor entre condensadora e evaporadora. 

Saber as pressões de trabalho os gases refrigerantes mais comuns é importante também durante processos de substituição em sistemas de refrigeração. 

Por exemplo, a pressão de operação do R600a é menor que a do R134a. Já a pressão do R404a é maior que a do R290.

E então? Como escolher o fluido refrigerante ideal? 

A verdade é que, para cada instalação, você tem várias opções aplicáveis. Então, como escolher o fluido refrigerante ideal para o serviço que você vai realizar? 

Não existe uma resposta mágica, mas você pode fazer uma escolha mais acertada tendo em mente algumas questões. 

Por exemplo, sempre verifique a disponibilidade de mercado do fluido que você deseja. Alguns podem ser mais difíceis de encontrar. 

Fique ligado no custo benefício do gás, levando em consideração o seu preço e a sua dificuldade de aplicação. 

Seis garrafas de fluido refrigerante de diferentes cores, incluindo rosa, azul e verde.
Sempre opte por fluidos refrigerantes de qualidade. Um investimento maior pode significar um sistema de refrigeração muito mais eficiente.

Considere usar um fluido refrigerante amigável ao meio ambiente, com baixos níveis de ODP e GWP (estes são índices de destruição da camada de ozônio e contribuição para o efeito estufa.) 

Sempre fique atento à inflamabilidade do gás. Esses gases normalmente são aplicados em aparelhos de refrigeração de pequeno porte e requerem mais atenção durante a instalação.

Gostou desse texto? Não pare por aqui! Confira alguns de nossos outros textos que podem te interessar.

Como usar uma Recolhedora de Gás Refrigerante.
Reduza suas despesas com a manutenção de refrigeração com o Retrofit
Técnico Profissional Aposta em Fluido Refrigerante de Qualidade. E você?

Deixe uma resposta

Fechar Menu