Como Limpar Sistemas De Refrigeração AVACR

Um dos procedimentos que mais gera dúvidas e debates no segmento AVACR é a limpeza dos sistemas de refrigeração e climatização, e nesta matéria iremos esclarecer quando e como fazer essa limpeza, incluindo as linhas frigorígenas. 

Eu sou Rafael Ferreira, colunista do Blog da Eletrofrigor e hoje vamos falar sobre limpeza de sistemas.

Por que limpar o sistema de refrigeração?

A limpeza do sistema consiste em retirar resíduos de óleo, sujeira sólida e contaminantes de dentro das tubulações de cobre ou alumínio, seja nas linhas frigorígenas ou em trocadores de calor. 

Esse procedimento é realizado na instalação de um equipamento novo, na troca de um compressor ou em alguma intervenção onde se é necessário evitar a contaminação de um sistema. Imagine você, como um técnico, encontrar óleo contaminado por acidez ou filtros secadores obstruídos em uma instalação já existente. Todos esses fatores não contribuem ativamente para a manutenção e melhoria do sistema, mas, ao contrário, podem ser obstáculos ou problemas que exigem atenção para garantir a eficiência e o funcionamento adequado.

Qual fluído de limpeza usar na limpeza do sistema de refrigeração?

Outro grande gerador de debates em relação a limpeza de sistema, é o fato de os fluídos de limpeza serem consideravelmente agressivos para o sistema no geral. Por isso, é necessário a remoção total do produto pois manter vestígios de fluído de limpeza na linha pode resultar na queima e quebra dos componentes do sistema e principalmente do compressor.

O fluído mais conhecido para realização desse procedimento é o R-141b. Porém, esse produto está sendo cada vez menos utilizado e sua compra foi proibida no Brasil através do Protocolo de Montreal (que tem como objetivo eliminar o uso e a produção de substâncias que destruam a camada de ozônio). A composição nociva do fluído R-141b contém hidro, cloro, flúor e carbono, substâncias em desacordo com os protocolos ambientais.

Qual fluído substitui o R-141b?

Com a eliminação gradativa desse produto, novos solventes têm ganhado espaço no mercado. Um deles é o fluído de limpeza Air Repair da Pescan, que é um dos produtos disponíveis nas prateleiras da Eletrofrigor . Esse solvente é uma opção livre de substâncias nocivas, não compromete a qualidade do ar nem a saúde e é seguro para o meio ambiente. Além disso, o fluído Air Repair está disponível nas embalagens de 500ml, 900ml, 5 litros e 18 litros.

Como escolher o melhor fluído de limpeza para sistema de refrigeração e ar-condicionado?

A grande maioria desses novos solventes, no entanto, são inflamáveis, o que exige maiores cuidados ao realizar a limpeza do sistema. Se utilizado corretamente, não há com o que se preocupar. 

Alguns cuidados devem ser tomados na escolha do fluído de limpeza. Por isso, dê preferência aos que: 

  • São inofensivos ao meio ambiente e a saúde humana; 
  • Sejam compatíveis com os materiais do sistema (peças plásticas, vedações e outros componentes) e não agridam objetos ao redor (como pisos, móveis etc.); 
  • Não tenham reações indesejadas no teste prévio.

O que fazer com o sistema de refrigeração contaminado?

Quando um compressor tem uma queima severa, por qualquer motivo que seja, é necessária uma análise cautelosa para verificar se existe uma contaminação no sistema. Muitas vezes o óleo fica contaminado antes mesmo do compressor queimar, e esse óleo se mantém no próprio sistema.

Se o processo de limpeza não for realizado antes da troca por outro compressor, o óleo dele será contaminado e causará a queima do novo compressor, gerando maiores prejuízos e custos ao cliente. Por isso essa limpeza deve ser feita até que todo o produto saia do sistema com a mesma coloração que entrou. Em alguns casos, temos que passar o produto de limpeza mais de uma vez, sempre com a ajuda do nitrogênio para empurrar este produto. Em casos em que o sistema é grande, usa-se uma bomba de circulação para movimentar o produto.

Como limpar a tubulação de sistema de refrigeração
e ar-condicionado?

Antes de tudo, você deve se atentar para nunca passar um produto de limpeza em filtros por válvulas de expansão, o que poderia danificar internamente a válvula. 

Para garantir uma boa limpeza, o produto deve ser completamente empurrado com a pressão do nitrogênio. Em alguns casos, podem ser úteis as ferramentas chamadas Garrafa de Limpeza e Sistema de Engate Rápido, utilizados para ajudar nesse processo, como nas etapas abaixo:

  • Desligue o sistema de refrigeração e ar-condicionado para garantir sua segurança durante a limpeza; 
  • Utilize todos os EPIs necessários, para evitar riscos; 
  • Encha a garrafa de limpeza com o fluído de limpeza adequado; 
  • Conecte a garrafa de limpeza ao sistema de refrigeração usando o sistema de engate rápido; 
  • Pressurize a garrafa de limpeza para que o agente de limpeza circule pelo sistema; 
  • Se possível, inverta o fluxo do agente de limpeza para garantir uma limpeza completa; 
  • Depois da circulação, drene o fluído de limpeza do sistema; 
  • Descarte adequadamente o fluído de limpeza usado. 

Sempre siga as orientações do fabricante e as regulamentações locais para garantir uma limpeza eficaz e segura.

A minha recomendação é que a limpeza seja feita por etapas e de forma fracionada, tratando individualmente de cada parte do sistema, como o condensador, evaporador, tubulações e componentes. Repetir esse processo algumas vezes dará a você a garantia de que não tem mais nenhum sólido, contaminante ou derivados dentro do sistema.

Depois de realizar a limpeza, é necessário executar boas práticas de refrigeração como trocar os filtros secadores e um bom procedimento de vácuo até que atinja os mícrons necessários para executar a carga de fluído refrigerante e o balanceamento do sistema. 

No entanto, mesmo que bem-feita, a limpeza de sistemas não é bem-vista por todos os fabricantes. Muitos deles recomendam que sejam feitas as instalações de filtros pós-queima e a troca de óleos, pois entendem que mesmo retirando bem o solvente de limpeza, ainda pode existir a contaminação e queima dele.

Por isso, em caso de dúvidas, consulte sempre os manuais do compressor e do aparelho para saber o procedimento correto de troca. 

Deixe aqui nos comentários o que achou das minhas dicas nesta matéria e continue nos acompanhando nas nossas redes sociais Facebook, Instagram e Youtube para continuar sempre atualizado. 

Confira mais matérias como essas aqui no blog da Eletrofrigor:

Conteúdo da Postagem

Compartilhe:

WhatsApp
Facebook

Leia outras publicações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia outras publicações: