Seja bem-vindo ao nosso blog.

Câmara Fria – o que é, como trabalhar com ela e quais suas vantagens?

Também conhecida como câmara frigorífica, a câmara fria é um equipamento muito conhecido por aqueles que trabalham com refrigeração comercial e industrial. Ela pode ser encontrada em aplicações diversas, como estabelecimentos alimentícios, laboratórios responsáveis pelo armazenamento de vacinas e até em necrotérios.

A câmara fria é um produto de alta tecnologia e, apesar de seu principal objetivo ser conservar produtos perecíveis, suas aplicações não se limitam apenas a essas. Além de conservar alimentos e bebidas, esse equipamento também é capaz de manter temperaturas ideais para o armazenamento de produtos farmacêuticos e matérias primas da agroindústria.

Quer saber mais aplicações das câmaras frigoríficas? A gente vai te contar tudo nesse post.

O que é uma Câmara Fria?

Uma câmara fria é uma instalação, um conjunto de equipamentos, que criam um espaço de temperatura controlada, propícia para a conservação de elementos e materiais diversos. Essa é uma ferramenta projetada para funcionar entre o 0ºC até os 18ºC, mas alguns modelos podem alcançar temperaturas negativas.

Apesar de complexo, o sistema de um equipamento como esse utiliza muito dos componentes presentes em aparelhos de refrigeração mais simples, como geladeiras, freezers e ar-condicionado. O sistema é composto por um compressor, um condensador, evaporadoras e ventiladores, responsáveis por garantir a homogeneidade da temperatura dentro do espaço.

Uma câmara fria é um equipamento robusto que apresenta um ótimo custo-benefício, devido ao seu custo de manutenção reduzido e sua durabilidade. Com manutenções preventivas regulares, apresenta uma longa vida útil.

Câmaras frias podem ser encontradas em diversos tamanhos, usadas para diferentes aplicações.

Quais as vantagens de se usar uma câmara fria?

Uma câmara frigorífica é o equipamento perfeito se você precisa armazenar produtos em temperaturas baixas, em ambientes controlados. Nesse caso, para a indústria farmacêutica, supermercados e estabelecimentos alimentícios, uma câmara fria é mais do que um bom recurso, é uma necessidade.

Mas, quais os principais benefícios de se usar esse tipo de sistema de refrigeração? Cada tipo de aplicação vai gerar diferentes tipos de resultados, mas algumas características são comuns a todas as aplicações.

Câmara Fria é muito adaptável

Uma câmara fria é composta por diferentes módulos, que podem ser expandidos ou reduzidos conforme cada necessidade. Isso a torna extremamente versátil, capaz de atender diferentes demandas de diferentes negócios.

Essa é uma característica extremamente importante principalmente quando se considera o alto investimento inicial necessário para a montagem de todo o aparato. Sua versatilidade, afinal, permite que o equipamento seja adaptado aos diferentes objetivos e demandas da empresa. Isso garante a produtividade das operações, acima de tudo.

Câmaras frias se dividem entre dois principais tipos – a câmara de resfriados e a de congelados. Elas se distinguem no alcance de temperatura, a câmara de resfriamento atinge 0ºC e a de congelamento pode chegar até -20ºC.

O controle de temperatura é muito mais preciso

Ao se lidar com a conservação de produtos perecíveis, não há espaços para erros e oscilações de temperatura. É por isso que câmaras frias proporcionam um controle superior da temperatura interna.

Esse controle pode ser feito através de controladores digitais, localizados no quadro elétrico do equipamento. Por meio desses dispositivos é possível monitorar todas as variáveis que controlam a temperatura e outros processos como os intervalos de degelo, duração do degelo e ventilação.

Sua capacidade de refrigeração é ideal para grandes volumes

A potência e capacidade de refrigeração de um sistema pode ser um obstáculo na hora de resfriar ambientes amplos que comportam uma grande quantidade de produtos. Mas, com o uso de câmaras frias, isso não é uma preocupação.

Podendo chegar a dezenas de graus negativos, esse é o sistema perfeito para garantir uma performance perfeita, mesmo com grandes quantidades de produtos armazenados. É importante lembrar, no entanto, que o limite de armazenamento deve ser respeitado a fim de garantir que o desempenho não seja comprometido.

Quais os principais cuidados para manter uma Câmara Fria?

Apesar de duráveis, câmaras frigoríficas ainda precisam de manutenção e cuidados regulares específicos para funcionar da melhor maneira possível. Além de prolongar a vida útil do equipamento, boas práticas de uso e manutenção melhoram sua performance, aumentando sua capacidade de refrigeração e economizando energia.

O investimento inicial de instalação de uma câmara fria é alto, portanto, esse tipo de cuidado é essencial para garantir um estado de conservação ideal.

Manutenção preventiva é essencial

Um problema grave pode prejudicar e até interromper completamente o funcionamento de todo o sistema. Essa situação compromete a integridade dos produtos armazenados no interior da câmara fria e esse pode ser um prejuízo fatal para qualquer negócio.

A manutenção preventiva é uma prática simples que pode evitar uma situação como essa, onde os danos podem ser irreversíveis. O incentivo a realização periódica de checagens no sistema é a prática mais inteligente a ser adotada, evitando grandes gastos com correção de problemas ao longo prazo.

A manutenção preventiva é uma prática simples que pode evitar uma situação como essa, onde os danos podem ser irreversíveis. O incentivo a realização periódica de checagens no sistema é a prática mais inteligente a ser adotada, evitando grandes gastos com correção de problemas ao longo prazo.

Durante o processo de manutenção preventiva é importante checar a vedação das portas, a limpeza geral dos componentes e procurar por vazamentos.

A organização dos produtos é muito importante

Na hora de armazenar os produtos no interior de uma câmara fria, é importante evitar que as saídas de ar dos evaporadores sejam bloqueadas. Caso contrário, o ar frio não será distribuído homogeneamente, o que aumenta o consumo de energia do sistema e sobrecarrega o compressor. Além disso, é vital manter um espaço próximo ao teto e entre as mercadorias para circulação de ar. O ar precisa circular livremente entre os produtos.

Sempre apague a luz

Pode parecer um cuidado desnecessário, mas a luz interna afeta a temperatura da câmara. Portanto, é importante que funcionários apaguem a luz antes de sair do ambiente, assim que seus serviços no local estejam concluídos.

Deixar a luz acesa faz o sistema compensar o ganho de temperatura, sobrecarregando todos os componentes.

Mantenha a porta fechada

A porta é um componente essencial de toda câmara fria. Sua função é vendar e proteger o sistema completamente e deve ser manuseada apenas durante a armazenagem e retirada de produtos de seu interior

Caso a porta se mantenha aberta ou apresente algum problema na sua vedação, a troca de temperatura do sistema é comprometida e o calor e a umidade externa entra no ambiente.

Condições como essa facilitam a formação de gelo no interior da câmara, forçando o sistema a iniciar o processo de degelo. Além disso, o gelo pode bloquear saídas de ar e aumentar o custo de funcionamento e sobrecarregar os componentes.

Em operações de grande circulação de máquinas e pessoas, a melhor escolha é utilizar uma cortina de PVC para vedação completa do ambiente refrigerado. Além de manter o ar frio dentro do recinto e facilitar a locomoção dos funcionários, essas cortinas controlam a proliferação de bactérias e umidade no interior de câmaras frias.

Como higienizar uma câmara frigorífica?

A limpeza é um processo essencial na manutenção de uma câmara fria. No entanto, certos cuidados precisam ser tomados para garantir que o procedimento será eficiente e proveitoso para o sistema.

Retire os produtos do espaço

A higienização não pode ser feita enquanto o espaço estiver sendo utilizado, afinal, os insumos desinfetantes podem influenciar a integridade dos produtos, principalmente se estes forem de origem alimentícia ou farmacêutica.
Além disso, nesse cenário, a higienização não será completamente eficiente já que haverá espaços inacessíveis. É por isso que durante o processo de higienização os produtos deverão ser colocados em caixas térmicas, freezers ou em outra câmara fria.

Durante uma higienização, a câmara fria deve estar vazia. Use os insumos e procedimentos corretos

Na limpeza de câmaras frias é importante utilizar detergente neutro e um pano umedecido. Para desinfecção, opte por álcool. O uso de produtos à base de cloro no interior de uma câmara fria não é recomendado pois o componente pode causar oxidação.
O uso de jatos de água também não é recomendado durante o processo de limpeza porque os painéis de conexão entre as paredes podem ser danificados. Esses são alguns dos produtos para limpeza de câmaras frias autorizados pela vigilância sanitária:

1) P3 Nexobil;
2) Triquart B;
3) Neutergem DNHG;
4) Prodigy NP 3;
5) Ni – Tex GF 40

Seque bem o interior da câmara

Esse procedimento evita a umidade que aumenta a proliferação de bactérias que causam cheiros desagradáveis. É importante que a secagem seja feita com panos seco e limpos, que não tenham sido utilizados anteriormente durante o processo de limpeza.

Mantenha um calendário periódico de higienização

Uma vez que o trabalho está completo, é preciso atentar-se para a manutenção desse processo de higienização. Manter uma câmara fria corretamente desinfetada e limpa é um esforço contínuo. Na ausência de uma rotina consistente de limpeza, todo o trabalho pode ser em vão.

Esse texto foi útil para você? Nós temos muitos outros em nosso blog! Dá uma olhadinha nesse que a gente separou para você:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe