Placas Novas x Placas Recuperadas: Saiba o que vale mais a pena

Antes do avanço da Internet, era difícil encontrar peças para reposição, como placas eletrônicas para ar condicionado e lavadoras. Por isso, a recuperação dos componentes se tornou a saída mais comum e viável.

Hoje, a realidade mudou: todos tem acesso às mais diversas lojas, com a facilidade de encontrar o item desejado virtualmente.

Apesar disso, a recuperação de placas ainda é algo comum e gera muita discussão: vale mais a pena recuperar placas eletrônicas ou comprar uma nova?

Vamos explicar as principais vantagens e desvantagens de cada uma para você. O assunto é polêmico, mas viemos te ajudar. Fique ligado!

  • Placas Novas x Placas Recuperadas
Recuperação de Placas Eletrônicas é válido?
Recuperação de Placas Eletrônicas é válido?

Placas Novas x Placas Recuperadas

Um dos principais motivos que faz a recuperação de placas uma atividade comum é o barateamento do serviço, mas isso pode ser um tiro no próprio pé.

Apesar de ser mais barato para o cliente, o serviço pode custar caro para a reputação profissional do técnico. Isso se dá devido à falta de garantia de que a placa irá funcionar corretamente.

Caso venha a apresentar defeito, a insatisfação do cliente pesará muito para a marca do profissional, manchando seu nome.

Uma situação viável para a recuperação é quando o serviço é exclusivamente para uso pessoal. Por exemplo, se uma placa eletrônica da lavadora de um técnico deu defeito, ele pode reparar para sua própria reutilização.

Apesar de ser uma atitude comum, não é simples recuperar uma placa. Os fabricantes não disponibilizam para compra os componentes eletrônicos da placa, sendo necessário o avançado conhecimento de eletrônica para realizar a recuperação.

Já as placas novas, apesar do custo mais alto, oferecem a garantia de um trabalho de qualidade e duradouro. 

Além da qualidade assegurada, as placas eletrônicas novas e originais não oferecem riscos. Isso acontece porque os grandes fabricantes possuem profissionais responsáveis por testar o desempenho dos componentes.

É importante ressaltar que é antiético e antiprofissional repassar placa recuperada como nova. Enganar o cliente, além de uma atitude crítica, prejudica sua credibilidade como um técnico profissional.

Riscos de placa recuperada - Pega fogo
Placa Recuperada Pegando Fogo

Vale a pena investir em uma placa nova?

Sempre insistimos na questão da necessidade de prezar pela importância da qualidade no serviço, pois isso pesa na reputação e credibilidade do técnico.

Tendo em vista a grande concorrência do mercado, técnicos com bom reconhecimento no mercado são valorizados pelos seus clientes e estão a um passo a frente dos outros.

Tendo em vista a importância de um bom trabalho, você pode tirar suas conclusões sobre o que é melhor: uma placa nova ou uma placa recuperada.

Nós da Eletrofrigor nos preocupamos com você e com a sua credibilidade no mercado. Como já dissemos a concorrência no mercado é enorme e são os detalhes que diferenciam um profissional.

Pensando nisso, sempre preparamos as melhores dicas e apresentamos as grandes novidades para auxiliar no seu trabalho. Clique aqui e siga nossa página no Facebook, faça parte da comunidade Eletrofrigor e junte-se a milhares de técnicos que já nos acompanham.

13 thoughts on “Placas Novas x Placas Recuperadas: Saiba o que vale mais a pena

  1. Gediael antonio de souza 27 de novembro de 2017 / 13:11

    No meu ver pra quem e profissional na area de eletronica a recuperaçao das placas eletronicas,sao suma importancia para o consumidor devido o custo do conserto ser bem mais barato que uma nova placa!

    • Giulia Soares | Eletrofrigor 27 de novembro de 2017 / 13:27

      Olá, Gediael Antonio!
      O custo realmente é mais baixo, mas a qualidade também. É arriscado utilizar placas recuperadas porque elas não asseguram a durabilidade da manutenção, o que irá encarecer todo o processo já que será necessário refazer o serviço.

    • Marcello 29 de novembro de 2017 / 23:34

      Boa noite.
      Pra nós que trabalhamos como técnico é muito ruim VC trabalhar com as peças recuperadas pq VC tem que dar garantia do serviço, a não ser se o cliente quizer aí VC passa toda a responsabilidade pro mesmo.

      • Giulia Soares | Eletrofrigor 30 de novembro de 2017 / 08:54

        Oi, Marcello!

        Dar garantia do serviço é um ponto realmente importante!

  2. jose 27 de novembro de 2017 / 18:07

    eu recupero algumas ,com o consentimento do cliente e com a condição se voltar o problema colocamos uma nova . é certo que as novas originais são de confiança .

    • Giulia Soares | Eletrofrigor 28 de novembro de 2017 / 09:16

      Oi, José!
      Sempre bom manter esse diálogo com o cliente para informar o que está sendo feito. Ótima atitude!

  3. Joca Nunes 27 de novembro de 2017 / 18:44

    pela minha experiência,este o material recuperado vale mais a pena quando usamos somente para teste de equipamento .
    Se o cliente achar interessante ficar com a placa,tudo bem mas cada caso é um caso…

    • Giulia Soares | Eletrofrigor 28 de novembro de 2017 / 09:21

      Olá, Joca. Realmente cada caso é um caso!

      Usar placa recuperada para testes é OK, mas continuar utilizando é arriscado. É importante ressaltar isso para o cliente que, normalmente, não entende das operações e de peças.

  4. Maxwell 29 de novembro de 2017 / 17:41

    Sim! Mais há de convir que não é tão simples encontrar placas de alguns fabricantes

    • Giulia Soares | Eletrofrigor 30 de novembro de 2017 / 08:52

      Oi, Maxwell.

      Na Eletrofrigor, trabalhamos para mudar isso e facilitar a compra da maior variedade possível de placas e peças.

      Estamos juntos!

  5. Sebastião Jose Filho 29 de janeiro de 2018 / 08:52

    Tenho 33 anos no mercado de refrigeração, não recupero placa, não troco por paralela, caso não encontre a original dispenso o serviço, nunca instalei um compressor remanufaturado e em muitos casos aconselho a troca do equipamento (Geladeira doméstica, condicionador de ar, freezer, microondas). Nunca fui deselegante com meus clientes, mas, não faço tudo o pedem.
    Sou muito chato em acabamentos, se um funcionário da minha firma cometer erros grosseiros será chamado a dar explicações e terá que corrigir os erros. Claro que o prejuízo eu assumo, porém, ele irá amargar minha buzina no ouvido até meu esquecimento do caso.
    Na profissão de refrigerista, eletricista e técnico em maquina de lavar ou qualquer outra profissão no ramo dos consertos, nos dias atuais, não ha espaço para erro. Google,Whats App, Instagram e Youtube não consertam máquinas. Meu cérebro e minha capacidade de honestidade e aprendizado passam por cima desta engabelações.
    Muitos amigos são técnicos em eletrônica e fazem um ótimo trabalho na recuperação de peças eletrônicas. Não indico e nem compro. Sou desconfiado.

    • Giulia Soares | Eletrofrigor 29 de janeiro de 2018 / 09:43

      Olá, Sebastião!
      Com certeza sua postura é um exemplo a ser adotado por todos os profissionais da área que se prezem. Aqui também vemos muita importância em um bom acabamento, fizemos até um post sobre ele. Clique aqui para dar uma olhada!

      Vale ressaltar a importância de sempre se manter atualizado sobre as mudanças no mercado, seja com cursos ou com palestras. Para sobressair nessa profissão, conhecimento é o diferencial.

      Abraços!

  6. Gilberto Santos Oliveira 20 de abril de 2018 / 23:38

    Olá, usar placas recuperadas! o mesmo que comprar celular do Paraguai.
    Não tem garantia.

    Att.

    Gilberto Santos Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *